domingo, 12 de junho de 2011

Sobre vivenciar um "eu te amo". . .


 

  Como hoje é dia dos namorados, decidi escrever acerca de um tema, por vezes, muito banalizado: o amor.
Tenho a nítida impressão de que, a cada dia, mais e mais pessoas falam “eu te amo” o tempo todo e para qualquer um sem, no entanto, realmente vivenciarem essas palavras.
É possível, ao olhar ao redor, perceber casais de namorados que não se respeitam, mas que permanecem juntos por conta do suposto “amor” que os une. É possível perceber casais que, há tempos, não tem o menor interesse um pelo outro, mas que se mantém fisicamente lado a lado porque, vez ou outra, um deles diz as “três palavrinhas mágicas”.
Tais coisas fazem com que eu fique me questionando: Será que um simples “eu te amo” é suficiente para que duas pessoas possam permanecer juntas e felizes? Será que, para sentir-se amado, basta apenas que o outro proclame essas “três palavrinhas mágicas”?
Não para mim!
Eu acredito que amar requer muito mais do que caras e bocas, olhares oblíquos e piscadelas sensuais... Requer muito mais do que beijos apaixonados, sexo acrobático e declarações de amor eterno...
E, por falar em declarações, em minha opinião, palavras são apenas palavras que, sozinhas, não significam coisa alguma.
Eu acredito que amar alguém requer demonstração de sentimento. E quando falo em demonstração, não me refiro a grandes arroubos apaixonados, tampouco a presentes caríssimos. Quando falo em demonstração de amor, me refiro às pequenas ATITUDES do dia-a-dia.
Você demonstra seu amor, por exemplo, quando, apesar do frio, levanta da cama no meio da madrugada para aquecer a bolsa de água quente do companheiro que está com os pés gelados.
Você demonstra seu amor quando decide acordar 10 minutinhos mais cedo para levar café na cama para o outro – mesmo que o tal “café na cama” seja apenas uma xícara de café com leite e um pãozinho amanhecido – apenas pelo prazer de vê-lo sorrir preguiçosamente.
Você demonstra seu amor quando, ao perdoar alguma falta, não fica remoendo a mágoa e guardando-a para ser jogada na cara do outro na primeira oportunidade.
Você demonstra seu amor quando aceita o outro como ele é, com suas qualidades e defeitos. E, mais que isso, quando você procura enaltecer as qualidades e “esquecer” os defeitos.
Você demonstra seu amor quando, ao perguntar ao outro como foi seu dia, ouve-o atentamente e compartilha de suas pequenas alegrias e frustrações.
Você demonstra seu amor quando respeita o outro, quando respeita seus momentos de solidão e de introspecção sem ficar constantemente perguntado o que está acontecendo e se há algum problema.
Você demonstra seu amor quando, ao discordar do outro, não o faz erguendo a voz e impondo sua opinião, mas apresentando suavemente seus argumentos e objeções.
Você demonstra seu amor quando consegue realmente colocar-se no lugar do outro antes de agir, de emitir algum julgamento, algum comentário sarcástico, ou, até mesmo, antes de soltar alguma frase do tipo: “Viu? Eu avisei...”.
Você demonstra seu amor quando suas atitudes realmente expressam um genuíno interesse e preocupação pelos sentimentos e pensamentos do outro, pelos seus problemas, pelas suas angústias, pelos seus medos, pelas suas conquistas, pelas suas alegrias, pelos seus sonhos.  
Enfim, para mim, amar alguém requer esforço, dedicação, tempo, investimento psíquico e emocional e, acima de tudo, requer ATITUDE.

   
Uma primeira versão deste texto, de minha autoria, também está publicada no blog De repente, 30 no qual escrevo aos domingos.  
Sinta-se à vontade para copiá-lo, porém peço que respeite a autoria citando a fonte, ok? Abraços, Déia

25 comentários:

  1. é isso mesmo Déia...escreveu literalmente tudo que realmente cabe dentro do "eu te amo"....

    bjo querida...saudade...

    Zil

    ResponderExcluir
  2. Ame. Me dediquei tanto. Não valorizaram...
    bjos querida

    otima semana!

    ResponderExcluir
  3. Acho que aceitar o outro como ele é resume omelhor que vc pode dar do teu amor.
    Difícil verdade, mas não impossível

    Bjaum, Déia!

    ResponderExcluir
  4. Oi Deia, amar é muito mais que um "eu te amo", é mesmo demonstrar esse amor num sentido mais profundo de partilha, de gestos, de aceitação
    Ótimo texto
    Beijos de boa semana pra ti!

    ResponderExcluir
  5. É que amar nao é mais levado a sério! Quem o encara de maneira responsavel entende melhor o sentido dessa frase tão poderosa!
    Lindo texto Déia...
    Beijos, saudades de vc!

    ResponderExcluir
  6. Cá o Dia dos Namorados é a 14 de fevereiro.
    Amar é complexo... mas quando é verdadeiro... é um sonho!

    ResponderExcluir
  7. Oi Déia querida,

    Adorei o texto...

    Passei pra te deixar um beijo e desejar uma semana cheia de paz.

    Ani

    ResponderExcluir
  8. Estou participando de um concurso literário e preciso de votos. É simples. Se você tiver facebook entre na sua conta e acesse este link:
    http://www.conteconnosco.com/trabalho-detalhe.php?id=622

    Daí é só logar na página do lado direito no topo "login with facebook" e votar no botão vermelho abaixo da foto. Para ir ao texto vai na categoria escrita, na segunda página. O texto é M. de Ricardo Barbosa.

    Conto com sua ajuda!

    Pode votar todos os dias até o final de julho, você também concorre a prêmios.

    Obrigado!

    ResponderExcluir
  9. Olá amigos queridos!

    Zil, querida, não sei se isso se aplica a todos, mas cabe direitinho dentro do MEU "eu te amo", sabe? ;-) Bjão amada!
    Déia

    Lia, querida, infelizmente isso às vezes acontece... Mas não perdemos a capacidade de amar... Bjs amada!

    Luh, querida, aceitar o outro como ele é realmente sem dúvida é uma excelente forma de amar... Bjs amada!

    Isa, querida, fico feliz que tenha gostado do texto. Bjs enormes amada!

    Cami, querida, que bom que gostou do texto! Eu tb estou com saudades... A correria está intensa... Bjs amada!

    mfc, querido, realmente, quando o amor é verdadeiro é maravilhoso! Bjs querido!

    Sensi, querida, fico realmente feliz que você tenha gostado do texto! Um beijo amada!

    Ani, querida, que bom que gostou do texto! Que sua semana tb seja maravilhosa amada! Bjs!

    CÔvo, querido, pode contart com meu apoio. Abraços.

    ResponderExcluir
  10. Nossa, Déia!
    Que lindo este texto!
    Tão verdadeiro.
    Concordo contigo em tudo!
    Amar requer atitudes, palavras vazias não tocam a alma da gente, mas pequenos gestos nos marcam pra sempre.

    Aah, querida*-*
    Obrigada pela visita!

    Estava com uma saudade danada daqui^^
    Adoro teus escritos!

    Beeijo*

    Natália, Nath, tanto faz, rs

    ResponderExcluir
  11. Nath, querida, fico realmente feliz que você tenha gostado do texto!
    E fico ainda mais feliz com todo o carinho que recebo... Muito grata, amada! Namastê!
    Bjs enormes! Déia

    ResponderExcluir
  12. Olá Andréia, muito legal o seu texto, demonstra um pouco da sua personalidade, meiga mas firme, apaixonada mas realista, doce mais impulsiva.
    O amor é composto por fases, também já acreditei em tudo o que você disse, mas assim como as correntes marítimas, o amor também se modifica, muda seu rumo. Quando se namora é um, noiva-se às vezes com outro, casa-se com um diferente, modificado, mas quando vem os filhos... Aí o tsunami está completo. Isso é o que me diziam quando eu achava que tudo aquilo que eu pensava só valeria a pena se fosse como idealizei.
    Não sou nenhum frustado, muito pelo contrário, mas hoje, mais realista, atrevo-me a deixar essas linhas para você, alguém, algum dia, fez o mesmo para mim.
    Grande Abraço, o seu blog é lindo, estou seguindo-o e de vez em quando passo para deixar-te um abraço!

    ResponderExcluir
  13. Olá Cidadão, tudo bem?
    Primeirtamente agradeço a gentileza e os elogios ao blog. Seja muitíssimo bem-vindo e sinta-se em casa.
    Bem, com relação ao seu comentário, sem dúvida alguma o amor se modifica, da mesma maneira que nós nos modificamos. E isso não necessariamente é ruim...
    Contudo, continuo acreditando que, a despeito das possíveis (e prováveis) mudanças pelas quais o amor passe, certas atitudes são imprescindíveis: respeito, companheirismo, empatia, etc... A mim parece improvável que duas pessoas consigam manter um relacionamento que lhes faça bem sem essas atitudes.
    Claro que esse é apenas o meu ponto de vista (que, como tudo em mim, poderá se modificar ao longo do tempo...
    De qualquer forma, adorei sua passagem aqui pelo meu blog e espero que volte assim que puder.
    PS: Sua descrição de minha pessoa foi bastante acertada.

    Abraços querido!
    Déia

    ResponderExcluir
  14. Oi Déia...muito legal seu texto, concordo totalmente com o que voce diz. Amar vai além de palavras, literalmente, são necessárias atitudes.
    Beijinhos...
    Valéria

    ResponderExcluir
  15. Oi Val querida, tudo bem?
    De fato, penso que atitudes valem infinitamente mais do que palavras. Que bom que gostou do texto! Bjs amada!

    ResponderExcluir
  16. Déia,

    Você tem toda razão: Amor de verdade ultrapassa os limites do simples "Eu te amo". E sim, requer esforço, dedicação e uma dose considerável de boa vontade para entender que de vez em quando a gente só precisa de um abraço que conforta.

    Amei o texto.

    Beijos

    Erica Gaião

    ResponderExcluir
  17. Erica, querida, que bom que gostou do texto!
    E, sim, realmente às vezes um abraço que conforta no momento adequado demonstra muito mais sentimento do que meras palavras...
    Bjs querida!

    ResponderExcluir
  18. Passando para desejar uma ótima quarta. Pode ter certeza que vou ficar aqui aguardando essa fase correria. Em breve vou estar do mesmo jeito, risos. Sinal que temos coisas para fazer, isso é bom. Beijinhos.

    ResponderExcluir
  19. Sensi, querida, fico muito grata pelo carinho e compreensão... Pode esperar que voltarei em breve. Bjs amada e uma ótima semana!

    ResponderExcluir
  20. Queridos amigos depois de mais de um ano, finalmente estou de volta, meus blogs foram inativados o - CREPÚSCULO, A MAGIA DO ORACULO E A CEIFADORA -ainda não sei pq, escrevi pra o Google, pedi explicações, que devolvessem, mas, não tive sucesso, recentemente tive um destes blogs novos deletado, tive que recomeçar tudo outra vez, foi retirado todos os poemas de lá. Certamente que deve haver uma explicação, mas, não sei qual é. Então estou passando pra deixar os novos endereços, e ficaria super feliz que fossem conhecer.
    Os blogs são:
    Memórias fragmentadas
    Nossos Abismos
    Diário da minha alma
    Abismos entre Nós
    E os links são:

    http://ceu19621107.blogspot.com/
    http://ramalheteceu1962.blogspot.com/
    http://ceu1962.blogspot.com/
    http://eupoesiascronicacontos.blogspot.com/

    agradeço o carinho de todos vcs, e ficaria muito feliz de poder encontrá-los outra vez.

    Beijinhos e muito carinho

    Céu

    ResponderExcluir
  21. Olá nina, olá Rosi.

    Nina, boa sorte com seus novos blogs. Abraços.,

    Rosi, querida, que bom que você gostou! Bjs!

    ResponderExcluir

"Onde eu não estou
as palavras me acham."
Manoel de Barros

Olá! Fico muito feliz pela sua visita! Responderei ao seu comentário por aqui, portanto volte logo, sim?
Um abraço apertado a todos que por aqui passarem!
Déia
PS: Não esqueça de deixar o link do seu blog no Mural de Devaneios (Mural de Recados) para que eu possa retribuir sua visita.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Real Time Analytics